O Fruto

 

o_fruto

Foto: Adhemar Gomes – Blog Frutas Raras (https://goo.gl/iqaYWR)

 

Em tupi-guarni ele significa “kãmu-si” ou “pote d’água”, o que remete a sua semelhança com um vaso de cerâmica. O aroma cítrico e adocicado atrai o olfato, e a casca fina verde-amarela que cobre a polpa, tornam fácil reconhecer o Cambuci. A ameaça de extinção dessa espécie nativa vem se revertendo e pode ser resultado de sua transformação num verdadeiro símbolo de preservação da Mata Atlântica.

O fato é que a história do Cambuci se confunde com a história das terras paulistas e seus povos, tendo conquistado o paladar de indígenas e tropeiros, que consumiam a cachaça curtida no fruto, encontrando-o nas vertentes ou encostas da grande floresta. A espécie ocorre ao longo de toda a Serra do Mar Paulista, e dá nome a lugares como o bairro do Cambuci, na capital, onde a árvore predominava.

Redescobrir a importância do Cambuci significa recuperar a mata nativa, mas também resgatar uma memória regional relacionada a seus diversos usos, como nos doces e licores tradicionais, nos chás com a casca do fruto e nas diversas receitas de salgados.

Características naturais da espécie contribuem com seu potencial de produção e comercialização, já que possui alto rendimento em polpa, elevada acidez e boa concentração de minerais e fibras alimentares. Um único pé de Cambuci pode produzir até 200 quilos de frutos por ano.

A árvore, que pode alcançar até dez metros de altura e vive cerca de 50 anos, convive bem com outras espécies da Mata Atlântica, e ocorre graças ao trabalho de aves, antas, veados e pacas, que ao se alimentarem espalham suas sementes pelos locais onde circulam. Pertence à família das Mirtáceas e seu nome científico é Campomanesia phaea.

O sabor “azedinho”, que lembra uma mistura de limão com jabuticaba, traduz-se numa utilização versátil: pode-se produzir cachaça, licor, suco, geleia, iogurte, sorvete, mousse, biscoito, bolo, molhos e recheios para pratos salgados e xarope. Os óleos essenciais extraídos da planta representam um grande potencial para a fabricação de cosméticos e fármacos.

rodape_ofruto